Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Vilipêndio

Vilipêndio

04 de Janeiro, 2020

Vinte-vinte

vilipêndio

Os anos continuam a mudar, o tempo não sabe parar e a gente vai e nem se vê ir.

O dezanove agora é vinte, o Dezembro passou novamente a Janeiro, o Sol nasce do sítio de onde sempre nasceu, o mundo preserva todos os seus defeitos, as suas virtudes, as cores e os sons. Tudo muda quando nada muda.

 

Bom ano a todos e obrigado ao Sapo por ter destacado, esta semana, este meu texto, por todo o significado que ele tem. Por não escrever - ou não me dedicar - aqui com a regularidade que queria, farei dessa uma das resoluções para o ano novo!

 

1 comentário

Comentar:

Mais

Comentar via SAPO Blogs

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.