Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Vilipêndio

Respirar, comer e ler

O dia acorda com pequenos nadas, 

enche-se de mais pequenos nadas, 

e no fim são só pequenos nadas

não imaginados,

não soletrados.

 

Perdemos comboios de vista

ao longo desta viagem

e fazemos a vida tender para o monótono

porque apenas nos é uma

e só a conhecemos assim.

 

Ler as páginas de um livro é essencial.

 

Poder descobrir mundos com os olhos.

Saltar da altura

de qualquer página de um livro escrito

 

Sem entender como é que letras

se transformam em memórias e experiências,

Sem ver que as palavras são mero veículo

para uma mente sedenta de mais. 

 

Por só podermos ser um,

único

aborrecido 

insuficiente

queremos ser mais um ou dois,

ou todos que couberem na grande sala da imaginação.

 

A vida são pequenos nadas

mas se no meio de tudo

não me lembrar de ler,

apaguem as luzes

e deixem-me morrer.

 

 

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D